sexta-feira, 18 de maio de 2018

Ainda "Os Passeios Mágicos" com o Romeu


Dos poemas que escrevi ao Romeu Correia, deste caderninho, este é dos que mais gosto:


os passeios mágicos
  
há tanto por contar
nem sei como hei-de começar

quando viajo dentro do passado
recordo algumas coisas que descobri
quando caminhava a teu lado
e percorria os lugares
que trazias dentro de ti

era como se viajássemos de barca
pelo leito do rio da memória
fixando o olhar nas margens
e apontando o dedo
aos imensos casarios com história

sorrio e continuo a sentir
que o melhor das nossas viagens
era quando te tornavas teatral
e pintavas as pessoas como personagens
oferecendo-lhes um brilho especial

há tanto por contar
nem sei como hei-de começar

Luís [Alves] Milheiro

Nenhum comentário: